Dorival Júnior gostou bastante da atuação do Flamengo na vitória por 1 a 0 diante do Corinthians, na noite desta terça-feira, no Maracanã. O resultado levou o time rubro-negro à semifinal da Libertadores.

O treinador, primeiro, elogiou a maturidade do time, que já havia vencido na ida por 2 a 0 e podia perder por um gol nesta noite. Depois, exaltou a qualidade do zagueiro Léo Pereira, que iniciou a jogada do gol com passe preciso na saída de bola.

- Foi uma partida onde nós conseguimos ter equilíbrio. É natural que um jogo às vezes seja um pouco nervoso e com ansiedade natural. Uma equipe que procurava o gol por necessidade e outra que tinha preocupação de fazer, mas também defender. E você foge das características. O primeiro tempo foi diferente e não tivemos a posse de bola de outros momentos, o jogo de aproximação, que ficou evidente na segunda etapa quando mudamos o posicionamento, fomos mais agressivos e nos aproximamos, o que é o forte do Flamengo. Foi uma partida madura, equilibrada e consciente.

Nesta noite, após primeiro tempo equilibrado, o Flamengo chegou ao seu gol na segunda etapa, ficou com um jogador a mais em campo com a expulsão de Bruno Méndez, e não correu riscos.

- Passamos por uma fase importante, mas não alcançamos nada, apenas uma semifinal, que será duríssima. Mata-mata é perigoso e de repente uma vantagem se torna um perigo ao longo das partidas. Temos que ter essa consciência. A equipe jogou de forma madura e equilibrada, mas nem sempre isso acontecerá.

O Flamengo pegará na semifinal da Libertadores o vencedor de Vélez Sarsfield e Talleres, ambos da Argentina, em setembro. Neste domingo, às 16h, no Maracanã, a equipe entra em campo pelo Brasileiro, contra o Athletico-PR, campeonato em que está em quinto lugar, com 36 pontos, a nove do líder Palmeiras. O time ainda está nas quartas de final da Copa do Brasil.

- O torcedor está confiante e não podemos esmorecer. Temos jogos importantes na sequência de Copa e Brasileiro. Não podemos abrir mão de maneira nenhuma, temos que nos manter vivos. É importante manter o elenco pronto e confiante como tem sido. São duas equipes titulares que têm honrado, vestindo e mantendo regularidade.

- A caída do Arrascaeta não foi um fato normal, foi uma jogada trabalhada a exaustão, que faz com que os meias ataquem os espaços entre laterais e zagueiros. E foi em uma dessas jogadas que felizmente nós conseguimos encontrar em um ótimo passe proporcionado por um dos zagueiros da nossa equipe - prosseguiu Dorival.

Por fim, o técnico elogiou seu sistema defensivo, que mais uma vez passou sem ser vazado em uma partida.

- Isso é um fator muito importante a se destacar. Se não me falha a memória, é a décima partida sem sofrer gols. É um trabalho de todo mundo. Nosso preenchimento de área é quase perfeito, no sentido de uma proteção. Acontecendo com a equipe que atuou hoje, a que atuou no Morumbi, todas fazendo o mesmo trabalho de contenção.