O Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) invadiu uma chácara, no bairro Country Clube, em Valinhos (SP), e atirou contra um homem que havia esfaqueado uma mulher e mantinha a ex-patroa como refém, no final da tarde desta segunda-feira (1º).

Segundo a Polícia Militar (PM), o suspeito era caseiro do local, mas foi demitido há quatro meses. A mulher esfaqueada era empregada da chácara e teria se recusado a namorar com o criminoso. Esse pode ter sido o motivo pelo qual o homem cometeu o crime.

Durante a ocorrência, houve tentativas de negociação para que o homem liberasse a refém, mas ele se recusou. O suspeito ameaçava a ex-patroa e dizia que ia matá-la, por isso, policiais do Gate atiraram contra o suspeito. A dona da chácara foi resgatada sem ferimentos. 

A mulher esfaqueada foi levada, em estado grave, para o HC da Unicamp. De acordo com a PM, ela perdeu muito sangue e passaria por uma cirurgia.  

A ocorrência foi atendida por policiais do Gate, PM, Bombeiros, Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar (Baep), Batalhão de Polícia de Choque, helicóptero Águia e Ronda Ostensiva da Guarda Municipal (Romu).